domingo, 14 de dezembro de 2014

Crônicas da Ju

Admirável Ser

Uns dizem que crianças são anjinhos; outros afirmam que são diabinhos travessos. Mas, a meu ver, elas são a personificação de Deus. 

Não existe ser mais puro que uma criancinha. Elas são capazes de aceitar e amar o que é diferente sem questionar ou julgar nada. Quer comportamento mais divino que esse? 

Certo dia, uma menina de 5 anos de idade me disse: 
- Tia, você está na cadeira de rodas porque está muito gordinha e não consegue andar. Mas quando você emagrecer, vai poder andar normal, né?
Confesso que me emocionei na hora. Como eu explicaria para uma pessoinha daquela idade que tenho uma doença chamada Artrogripose Múltipla Congênita? Impossível. Portanto, apenas respondi que sim, quando emagrecesse eu andaria normalmente e, em troca, ganhei um abraço calorosamente apertado. 
Crianças são inocentes e receptivas. Não permitem que o medo as impeça de fazer algo que desejam, mas essa é uma dádiva que vai se esgotando à medida que crescem, amadurecem e começam a discernir vontade e necessidade. Na maioria dos casos, tornam-se adultos temerosos, inseguros; permitem que o medo influencie nas decisões a serem tomadas. Outras crescem em tamanho, amadurecem na mente, mas o coração (ah, o coração!) continua puro e vibrante. Admirável!