domingo, 11 de janeiro de 2015

Crônicas da Ju

Ébrio daquelas épocas

Ô, seu moço, traz mais uma dose de saudade que hoje eu quero que a ressaca de nostalgia seja grande! 
Que vontade louca de voltar àquelas épocas cheias de cores, onde a primavera era sempre presente, interminável. Ainda sinto o aroma das flores silvestres e a fresca sensação do mato orvalhado sob meus pés.
Como me faz falta sentir os primeiros raios de sol daquele alvorecer, inigualavelmente quentes sobre minha pele. 
O som daquelas águas que corriam pelo riacho era como distintas notas musicais embalando-me de volta ao seio maternal.
Ah, seu moço, quem me dera poder reviver tudo aquilo. Mas, como não posso regressar no tempo, fico apenas com essas memoráveis lembranças.
Traz mais uma dose, seu moço, por favor.