sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Resenha: A extraordinária garota chamada Estrela by Jerry Spinelli

Sinopse: A garota chamada Estrela. Ela é tão mágica quanto o céu do deserto. É tão estranha quanto seu rato de estimação. É tão misteriosa quanto seu próprio nome. Com um simples sorriso, ela captura totalmente o coração de Leo Borlock. Com sua alegria, ela incendeia uma revolução de liberdade e autenticidade no espírito de sua escola. No começo, os colegas encantam-se com ela por tudo o que a faz ser diferente. Mas isso começa a mudar, e Leo, apaixonado e apreensivo, percebe que a única coisa que pode salvá-la das críticas é a mesma que pode destruí-la: ser alguém comum. Nesta celebração do inconformismo, o premiado Jerry Spinelli tece um conto tenso e emocional sobre os percalços de precisar ser popular e da emoção e inspiração do primeiro amor.





 O livro se passa em uma escola de Ensino médio, com as mesmas mesmisses como qualquer outra. Time de futebol, apesar de não ser um dos melhores, divisão em quem é ou não popular, e claro o Cadeira Elétrica.

 Até que um dia, uma garota totalmente diferente de tudo e todos que eles já viram chega á escola, ela se chama Estrela. No começo todos acreditam que ela é um tipo de infiltrada que o diretor colocou para dar uma "vida" á escola, alguns diziam que ela era de outro planeta, ou uma farsa, não podia ser real.

 Aos poucos, as pessoas vão se acostumando á presença de Estrela, á ela cantar Parabéns no refeitório com seu Ukulele, ás flores deixadas nas carteiras, isso acabou se tornando um passatempo para a escola, tentar adivinhar a esquisitesse que ela faria no dia seguinte.

 Com a chegada de Estrela tudo na escola melhorou, o time ganhava a cada partida em que ela animava como líder de torcida. Mas ao mesmo tempo, as pessoas continuavam achar Estrela uma completa intrusa na escola.



 O livro não é narrado por Estrela, apesar de ser a protagonista, é narrado por Leo, um personagem que provavelmente você só lembrará do nome no meio do livro, personagem no qual também faz as entrevistas no Cadeira elétrica.

 Não gostei muito do jeito em que as pessoas se referem á Estrela, como se ser diferente fosse uma coisa ruim. Todos no livros seguem muitos rótulos, as garotas tem por obrigação andar com as unhas pintadas, etc. Como se ser popular ou não fosse mudar a sua vida. 

 E então Estrela chegou e mostrou que ser diferente não é tão ruim assim. E mesmo que depois que ela se foi - e o livro acabou - ela deixou um pouquinho desse seu lado "estrela" em cada um - e no leitor é claro - Acho que o livro em si é uma grande metáfora, mas apesar de ser um livro bem infantil, não é um livro exatamente para todos.


Sinopse by Scooby
Fotos by Google imagens


XOXO -Carol