segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Resenha: Cartas de Amor aos Mortos by Ava Dellaira

Sinopse:Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.



Resenha: Laurel, prestes a começar o ensino médio perdeu a irmã mais velha May, se mudou para uma nova escola, e então é aí que tudo começa. A professora pede no primeiro dia para a classe escrever uma carta para quem quer que fosse, alguém que eles gostariam de conhecer e o que diriam se pudessem conversar com essa pessoa. Mas para Laurel esse foi o melhor meio de superar a perda da irmã e descobrir quem ela é e quem quer ser. Ao decorrer do livro Laurel escreve dezenas de cartas para pessoas mortas, sim, isso mesmo pessoas mortas. Como Amy, Kurt e outros artistas que por algum motivo ela admira, e sempre tem algo a dizer, mesmo sabendo que as cartas nunca vão ser lidas. 
  Na nova escola Laurel tenta começar uma nova vida, tentando ser espontânea e alegre como sua irmã um dia foi. Faz novas amizades, Natalie e Hanna, que dá para perceber logo no começo do livro que elas são um pouco mais que amigas. E um casal do último ano, que pelo fato de eu não gostar deles, também não comentarei aqui. E além de tudo tem o misterioso Sky, só o que sabem sobre ele é que ele foi expulso da sua última escola. Logo Laurel "bate o olho" e se apaixona, como se dissesse "hm... esse tem um passado criminoso desses que gosto." (HAHA, tudo bem essa resenha está ficando um pouco exagerada.) 
  Laurel vai descobrindo a si mesma ao passar do tempo, sem tentar seguir os passos da irmã que ela tanto admirava, mas, será que ela conhecia mesmo May?

  Capa:A capa é razoavelmente bonita, com o plano de fundo galaxia, do tipo daqueles que encontramos no Tumblr, com essa fonte que achei super fofa, fora que a lombada do livro é linda! A única coisa que não gostei foi a garota no meio das letras escrevendo as cartas, sei que teve muito a ver com o livro mas não gostei mesmo assim.

                         XOXO - Carol